atendimento

Fone:(11) 3207-5194 / 011-9.4542-1147(watsap) / 011-9.9219-9958
financiamento@veronez.com.br

atendimento

Os melhores bancos

separacao
Os melhores e piores bancos para financiar imóvel

Levantamento da Proteste mostra os bancos que oferecem financiamento imobiliário com as menores taxas, conforme o valor do imóvel.
São Paulo – A Caixa ainda é o banco mais barato para financiar imóvel, segundo um levantamento da associação de consumidores Proteste. Ao comparar o custo do financiamento em diferentes instituições financeiras, você pode economizar até 235 mil reais, conforme o valor do imóvel.
 
A pesquisa comparou as taxas cobradas pelos seis principais bancos que oferecem crédito imobiliário no país: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander.

O estudo analisou não apenas a taxa de juros, mas o Custo Efetivo Total (CET), que inclui todas as despesas do financiamento além dos juros. Na hora de escolher o melhor crédito imobiliário, é nessa taxa que você tem que se fixar.

“Nem sempre o gerente conhece essa informação, mas o consumidor tem que insistir para poder comparar as opções de crédito. Muitas vezes, vale a pena abrir conta em outro banco”, orienta a economista Veronica Dutt-Ross, pesquisadora da Proteste.

A simulação comparou o custo do crédito imobiliário para três cenários, com valor do imóvel e entrada diferentes. Nas três situações, o levantamento considerou que o financiamento foi feito para um imóvel novo, por um comprador de 35 anos, com prazo de 30 anos.

O financiamento foi feito pela tabela SAC, quando a amortização é constante e as parcelas diminuem ao longo do tempo. Cada banco oferece modalidades de crédito diferentes.

Em financiamentos pelo Sistema Financeiro Habitacional (SFH), é possível utilizar recursos da poupança e do FGTS. Na maior parte do Brasil, imóveis de até 800 mil reais podem ser financiados pelo SFH. Em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, o limite sobe para 950 mil reais.
“Se puder, use o seu FGTS na entrada para diminuir o valor a ser financiado”, orienta a economista.

Os bancos que oferecem financiamento pelo SFH são obrigados a seguir as regras estipuladas pelo governo, que limitam a taxa de juros a 12% ao ano mais a Taxa Referencial (TR). Essas taxas costumam ser menores do que as praticadas em outras modalidades de crédito.

Quando o banco pode negar o financiamento?

Você precisa ter mais de 18 anos para tentar um financiamento imobiliário e, no final do contrato, no máximo, entre 80 e 81 anos e meio. Assim, se você tem 60 anos hoje e pretende entrar em um financiamento de 20 anos, alguns bancos podem negar o crédito.

Outra exigência é o valor de entrada. Em geral, os bancos pedem, no mínimo, 20% do valor do imóvel. Algumas instituições permitem financiar com apenas 10% de entrada, mas lembre que, quanto maior esse valor, menos você vai pagar de juros e menores podem ser as parcelas.

Você também precisa comprovar que a prestação vai comprometer, no máximo, 30% da sua renda mensal. É possível juntar a sua renda com a de outra pessoa, não necessariamente o cônjuge.

Alguns imóveis podem ter o crédito negado, como casas de madeira ou pré-fabricadas, casas de veraneio, chácaras, sítios e imóveis de lazer em geral, além dos que têm qualquer pendência jurídica. É uma precaução dos bancos para conseguir revender o bem facilmente, em caso de inadimplência do consumidor e consequente retomada do imóvel.

Custos do financiamento

Antes de decidir comprar a casa própria, você precisa ter certeza que vai ter condições de arcar não só com as parcelas, mas também com as diversas despesas que surgem na hora de adquirir o imóvel.

Ao fazer o financiamento, você terá que pagar pela avaliação do imóvel e pela análise jurídica, que, juntas, custam entre 960 reais e 3.900 reais, segundo a Proteste. A maioria dos bancos permite financiar esses custos, mas é melhor pagar à vista.

A análise jurídica checa os documentos e certidões do imóvel e do vendedor, para confirmar que não há débitos que possam comprometer a compra. A avaliação do imóvel confere as condições de saneamento e habitabilidade, para determinar o valor de mercado do imóvel.

Além disso, há uma tarifa mensal permitida por lei, que, no SFH, custa 25 reais por mês, o que significa 9 mil reais após 30 anos de financiamento.
Você terá, ainda, que pagar o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), uma taxa sobre o valor do imóvel que varia conforme o município, mas normalmente é de cerca de 2% até 3%,(em São Paulo, Vargem Grande Paulista por exemplo são 3%)

Em todos os contratos de financiamento, também é obrigatória a contratação dos seguros de Morte e Invalidez Permanente (MIP) e de Danos Físicos do Imóvel (DFI). O valor desses seguros é apurado mensalmente e cresce conforme a idade do proprietário e o valor do imóvel. Ou seja, a tendência é que o seu custo aumente ao longo dos anos.

 
CREDITO IMOBILIÁRIO SANTANDER
liário?

9,49% a.a + TR no SFH*

 

O Banco Santander financia imóveis Novos e Usados, com taxas que competem com outros bancos para imoveis acima de R$ 240.000,00.

 

Quando os Imóveis são acima de R$ 240.000,01, o Santander pode competir, inclusive com a Caixa Econômica Federal mas, se o sistema Pró-Cotista não estiver aberto.

 

 

CREDITO IMOBILIÁRIO ITAU
liário?

Amanhã 09/08/2017 teremos uma nova redução de taxa de juros no Itaú, que contemplará os clientes correntistas e não correntistas. 

 

Serão taxas de até 9,3% a.a + TR no SFH*

 

No Banco Itau é praticamento o mesmo sistema,  financia imóveis Novos e Usados, com taxas que competem com outros bancos para imoveis acima de R$ 240.000,00.

 

Quando os Imóveis são acima de R$ 240.000,01, o ITAU pode competir, inclusive com a Caixa Econômica Federal mas, se o sistema Pró-Cotista não estiver aberto.

 

 

CREDITO IMOBILIÁRIO BRADESCO
liário?

Banco Bradesco também esta em busca do mercado Imobiliário.

 

Quando você ve a taxa de 10,50% ao ano até se assusta mas, muitas vezes a parcela chega a ser menor do que os outros bancos Privados, Isto se deve em relação ao seguro mensal do imovel

 

O Banco Bradesco é praticamento o mesmo sistema, financia imóveis Novos e Usados, com taxas que competem com outros bancos, para imoveis acima de R$ 240.000,00.

 

Quando os Imóveis são acima de R$ 240.000,01, o Bradesco pode competir, inclusive com a Caixa Econômica Federal, mas se o sistema Pró-Cotista não estiver aberto.

 

 

Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
5270 Repita o
código:

www.veronez.com.br

Rua Carmo do Rio Claro, 83 - Cambuci - SP - CEP 01541-060


Fone: 11 - 3207-5194 / 11-9.4542-1147(watsap) / 11-9.9219-9958
financiamento@veronez.com.br